sexta-feira, junho 21, 2013

A via Dutra não apenas é a ligação entre Rio e São Paulo, como também é a principal via de acesso ao Aeroporto de Guarulhos. Fora o fato de que, em São José dos Campos, ela é praticamente uma avenida da cidade, sendo que, no fim da tarde, vários ônibus fretados de empresas (principalmente GM e Embraer) passam por ali.

Acompanhem os prejuízos causados por esses "manifestantes", e me digam se estou errada.

1) Eu sei que vão dizer que "viajar de avião é luxo", mas nem sempre. Tem muita gente que viaja a trabalho, e cujo emprego DEPENDE de viagens. Essas pessoas, ao perder os vôos, têm seu trabalho prejudicado;

2) Eu sei que vão dizer que andar de ônibus fretado "é luxo", mas é necessário para uma parcela expressiva de trabalhadores que OPTA por NÃO TER CARRO (vivi essa realidade por 9 anos). Essas pessoas, com esses "protestos", são IMPEDIDAS, brutalmente, de chegar em casa em um horário razoável após um dia de trabalho cansativo. Essas pessoas estão sendo mantidas, pelos "manifestantes", em CÁRCERE PRIVADO, o que é crime;

3) Quem acha que, pela Dutra, passa só carro, esquece que a rodovia é um eixo de escoamento de produção. Caminhoneiros passam por ali, todos os dias, levando carga. Eles PRECISAM entregar as cargas em prazos curtíssimos, eles DEPENDEM DISSO PARA VIVER. Mas a turba ensandecida acha que entregar carga é luxo, provavelmente;

4) Como eu disse antes, em determinadas cidades, a via Dutra é quase uma avenida, sendo a via de acesso mais rápida a bairros afastados. Em situações de emergência, com a paralisação da rodovia, outras vias de acesso a tais bairros ficam congestionadas, podendo causar problemas sérios em situações de emergência (alguém aqui já precisou do Corpo de Bombeiros?). Imagine ter que levar alguém passando mal, sei lá, do Jardim Limoeiro até o Hospital Municipal da Vila Industrial, em São José dos Campos, com a Dutra interditada.

Então, senhores "manifestantes", vocês não estão protestando: vocês estão impondo o CAOS! E isso não tem mérito NENHUM!

Desejo a vocês o mesmo mal que vocês estão fazendo! Porque pimenta nos olhos dos outros é colírio, não é mesmo?

terça-feira, fevereiro 15, 2011

Xale no forno

Depois de um período longo de desemprego (que vem se mantendo) e depressão (contra a qual estou lutando, embora às vezes ache que estou perdendo feio!), abri meu armário de tricô e vi vários monstros lá dentro.


Pois é, eu tenho um armário onde guardo fios e projetos em andamento. Estes projetos são os chamados "monstros".



Um deles foi uma loucura que resolvi fazer depois que vi o tal xale Vernal Equinox. Tentei fazer algo parecido, por minha conta.


Eis a foto do monstro:


Se prestar, quem sabe eu posto a receitinha aqui...

Até logo!

Loja Virtual - Inauguração

Imagino que as leitoras do blog estejam se perguntando o que aconteceu comigo. Pois bem, andei sumida depois que perdi meu emprego, e inclusive, deixei o tricô de lado por um tempo.

Pois bem, graças às meninas do Café Tricô eu resolvi não apenas retomar a atividade, como também tricotar para vender.

E, como isto, estou inaugurando a loja virtual do Terapia do Tricô no Elo7:

http://terapiatricoteira.elo7.com

sexta-feira, setembro 10, 2010

Sorteio




Atendendo a uma convocação da Mari, estou publicando este post sobre o sorteio que ela está agitando!


Teoricamente, se não houve nenhum problema de interface entre a cadeira e o computador, vocês devem clicar na imagem e ser direcionados(as) diretamente ao site da Mariana Santos (onde encontrarão maiores informações sobre o sorteio).

quinta-feira, setembro 09, 2010

Voltando ao tricô...

Pois é, depois da demissão, fui definhando. Acho que a única coisa que segurou minha cabeça no lugar foram as conversas com meu orientador do mestrado (quando eu terminar essa dissertação, o agradecimento para ele vai ser imenso!).

Nem o tricô me salvava. Aliás, eu fiquei meses sem tricotar. Estou retomando o tricô, comecei com um cachecol bonito que eu estava fazendo, e tinha deixado de lado. Para voltar a tricotar, é melhor que seja com um projeto fácil.

Depois, retomo as luvas sem dedinhos (tinha feito só uma das mãos).

Depois, quero fazer um colete azulão (o que eu chamo de "azul engenharia"). Ou talvez uma blusa. Acho que, com o tanto de fio que tenho, dá para ser uma blusa. Vamos ver o que sai dali...

sábado, maio 15, 2010

Demissão, natação, canto, dança e tricô

Pois é... aos desavisados, esta engenheira mecânica procura nova colocação no mercado de trabalho (fui mandada embora do meu primeiro emprego, depois de alguns bons anos de saúde mental indo pro vinagre).

Enquanto não aparece nada, eu nado (muito), canto e danço (quando o mau humor deixa) e tricoto (um pouquinho, o suficiente para manter as mãos ocupadas).

Quanto à natação, meus tempos estão cada vez melhores. Tipo 37''48 nos 50m nado livre, 1'28''63 nos 100m nado livre, até os 29'22'' nos 1500 metros.

Quanto ao canto, tenho mantido os ensaios do coral. Não está fácil cantar no meu estado atual de humor, mas a gente tenta, não é mesmo?

Sobre a dança, ontem pelo menos a aula de dança de salão foi uma aula de salsa. Mais alegrinho. Agora, não consegui ficar para o baile de sexta à noite que tem lá na academia. Meu humor não estava para isso.

Por fim, o tricô. Resolvi retomar os fios e agulhas, como uma forma de transformar a dor-de-cotovelo em algo produtivo. Tenho trabalhos em andamento (que tinha parado), e agora é bom retomar, antes que eu fique maluca.

São duas bolsas. Estão quase prontas, preciso comprar material de acabamento.

A outra idéia (a começar) é fazer um colete. Comprei um fio (angorá) muito bonito, em um tom de vermelho maravilhoso (por um preço igualmente maravilhoso), da minha amiga Rúbia. A quantidade é suficiente para fazer um colete (eu acho que ainda sobra um pouco de fio, talvez para uma boina ou um gorro). Pensei em fazer um modelinho de colete clássico, decote "V".

Mas preciso, primeiro, tecer a amostra...

Desejem-me sorte!

quinta-feira, setembro 10, 2009

39''94

Pois é, esta tricoteira-engenheira-nadadora resolveu fazer tomada de tempo ontem na natação. Nadei 50 metros em 39s94. Pela primeira vez, fiquei abaixo dos 40 segundos.

E o louco do meu professor quer que eu faça tomada de tempo dos 100 metros hoje à noite. Tô lascada... *risos*

Detalhe importante: ontem fui fazer ultrassom das mamas, e os três nódulos que não foram tirados continuam do mesmo tamanho que estavam no ano passado. Quanto ao "fulano" que tinha a tal "hiperplasia com atipias", não deu mais nenhum sinal de vida.

Não foi à toa que eu nadei na "força bruta" ontem...

sábado, maio 23, 2009